Newsletter

Cadastre-se para receber dicas de Marketing Digital

Entenda o que é mídia programática e como utilizar esta estratégia


Com ela, as estratégias de marketing deram mais um salto, facilitando o contato de empresas com sites que vendem espaços para anúncio de mídias digitais.

Hoje é impossível falar sobre um negócio que queira entregar um produto ao seu cliente sem o marketing. Sem pensar em todo processo e estratégia por trás de uma campanha que leva uma pessoa, ou empresa, a chegar ao seu sucesso. E nesse contexto, a mídia programática vem fazendo a diferença.

O marketing vem sendo a principal ferramenta utilizada para conseguir alcançar novos campos nos negócios. E para isso, ele vem mudando. Ele saiu de sua forma física, com panfletos e divulgação boca a boca, até se inserir no meio digital.

Porém, chegar no digital não é o fim de uma trajetória. Sabemos que a evolução é algo em constante andamento. Estamos na era digital, mas a mudança do mercado faz com que as ferramentas de marketing sejam revistas periodicamente.

E para isso, surgiu ainda mais uma forma de otimizar as campanhas digitais: a mídia programática. Com ela, as estratégias de marketing deram mais um salto, facilitando todo o desenvolvimento de uma campanha e otimizando o contato de empresas com sites que vendem espaços para anúncio de mídias.

O que é mídia programática?

Pense que no passado. Toda empresa tinha que negociar site a site em busca de espaços para fazer seus anúncios. Era um trabalho operacional e pouco produtivo.

A mídia programática surge exatamente para resolver esse problema. Chamamos de mídia programática os processos facilitados de compra de espaços em sites. Ou seja, espaços que possibilitam anunciar sua marca de forma automatizada, através de softwares.

Baixar E-book: Geração de Leads com Google Ads

Gere mais negócios para sua empresa. Fale com as pessoas que querem mesmo o seu produto ou serviço!

Ebook: Geração de Leads com o Google Ads

Esse processo foi idealizado e realizado com o pensamento de diminuir as tarefas operacionais (que poderiam ser feitas por softwares) e dar mais tempo para que os especialistas em marketing trabalhem na parte estratégica, poupando tempo e dinheiro.

Além disso, é importante frisar que a mídia programática surgiu por conta da grande demanda das plataformas de marketing digital. Porém, não foi isso que a fez se forte. Sua eficiência e qualidade de entrega, atreladas a uma grande precisão, fazem com que ela se consolide cada vez mais no mercado.

Funcionamento da mídia programática

Apesar de parecer simples, já que pulamos toda parte de negociação empresa-site, o mercado de mídia programática criou diversas demandas. Seu modelo de negócio é um pouco mais complexo do que o visto habitualmente.

O mercado de mídia programática funciona da seguinte forma: como mencionado antes, não existe mais a necessidade de ir até o site fechar um negócio, em busca de espaços para anunciar.

Com esse método, você poderá utilizar uma plataforma específica, onde empresas disponibilizam espaços de mídias para que os interessados possam obtê-los. Isso é feito por meio de leilões.

O que é necessário saber?

Se você pretende investir nesse modelo de negócio, precisará ficar por dentro de alguns dos termos mais comuns em mídia programática. Então, deixarei aqui alguns termos com os quais com certeza você vai esbarrar no caminho.

DSP ( Demand Side Platform)

É através das DSPs que ocorrem as compras de mídias. E o melhor é que o processo é feito em tempo real. É através dessas plataformas que os anunciantes obtêm espaços em sites e exibem os anúncios, frutos de suas campanhas.

SSP (Supply/Sell Side Platform)

Quando se fala de DSP, tratamos da compra de mídias. Já a SSP, é o inverso. Aqui é onde os sites expoem seu arsenal, seu inventário, que poderão ser obtidos por anunciantes posteriormente.

DMP (Data Management Platform)

Chegamos ao que provavelmente será o seu maior aliado na compra de mídias programáticas, as DMPs.

As DMPs são plataformas que monitoram usuários. Mas por que isso? Com informações sobre o usuário, é possível fazer uma segmentação eficiente dos anúncios e alcançar o consumidor final que você deseja.

AD Exchange

É basicamente uma plataforma que possibilita a negociação entre anunciantes e empresas que oferecem espaços em seus veículos. Isso, em tempo real.

Trading Desks

São empresas que trabalham como uma mesa de operação. Elas procuram viabilizar e otimizar a campanha. Além disso, elas têm DSPs e DMPs próprias, o que facilita todo o trabalho.

Planejamento

Assim como toda campanha de marketing, é necessário que você faça o planejamento da sua campanha em mídia programática.

Aqui entram todas as questões de objetivo da campanha, assim como o público-alvo que você deseja atingir. Porém, existem dois pontos importantes para se atentar.

Primeiro, a criatividade. Pense que com a mídia programática, você alcançará mais facilmente o seu consumidor final. E com muito mais precisão. Então você não pode deixar que ele escape. Crie anúncios que tragam realmente resultados.

Outro ponto é trabalhar com Landing Pages. Lembre-se que você precisa direcionar o seu cliente em potencial para uma página onde você venderá o seu produto . Então é interessante que a campanha em mídia programática tenha uma Landing Page. E que essa página faça sentido em relação ao que está sendo anunciado.

Por último, já falei aqui das Trading Desks. É sempre bom testar possibilidades e aproveitar o know-how dessas empresas, caso isso se encaixe na sua estratégia.

É importante lembrar que essas empresas são especialistas no ramo da mídia programática. Elas já estão no mercado. Cada vez que você expande as suas campanhas, mais difícil fica analisar e controlar resultados. Então, pense bem nisso na etapa de planejamento.

Conclusão

Agora você pode respirar. Muita informação, não é mesmo?

Sim, o mercado está mudando. O marketing está mudando. E não tem nada de errado com isso. Muitos outros setores do mercado saíram de serviços operacionais para trabalhar com softwares ou plataformas, como a mídia programática. Tudo para facilitar o seu negócio. Como no caso do turismo, com a venda de passagens aéreas.

Então, é necessário se atualizar e entender que apenas os preparados podem sobreviver em um momento em que o marketing é a principal fonte de leads (clientes em potencial) para sua empresa.

Por fim, no momento de planejar suas campanhas de marketing, pense sobre o uso de mídias programáticas. E melhor, não deixe de utilizá-las junto com outras estratégias mais conhecidas, como Google Ads e Facebook Ads.