Newsletter

Cadastre-se para receber dicas de Marketing Digital

6 mitos do marketing digital que com certeza você já ouviu falar


Mitos do Marketing Digital

Por mais que o termo marketing digital esteja ganhando visibilidade nos últimos anos, ainda existem muitas dúvidas sobre quais são seus benefícios reais. E junto com essas dúvidas, surgem muitas teorias do que funciona x o que não funciona.

O que muitas pessoas não entendem, é que dentro do marketing digital existem diversas estratégias e ferramentas. Cada uma delas podem ser utilizadas de maneiras distintas, de acordo com as necessidades do negócio.

É comum ver empresas se queixando de que marketing digital não funciona, mas também não sabe dizer por que não funcionou. E assim surgem mitos, das mais diversas naturezas, que acabam colocando a eficiência do marketing digital em cheque.

Listamos aqui, 6 mitos do marketing digital que com certeza você já deve ter se deparado em algum momento. Conheça cada um deles e entenda o que é mito e o que é realmente relevante.

Mitos do Marketing Digital

1. Mitos sobre Marketing de Conteúdo

O primeiro, e mais comum, mito do marketing digital está relacionado ao marketing de conteúdo. Um dos principais erros é achar que marketing de conteúdo é falar sobre a sua empresa. Na verdade, marketing de conteúdo é uma metodologia que tem como foco o seu consumidor, e não a sua empresa.

O objetivo dessa estratégia é educar e fidelizar seu público, sendo uma fonte de autoridade e credibilidade dentro de determinado nicho de mercado. Dessa forma, a médio e longo prazo, sua empresa poderá influenciar a decisão de compra de pessoas que confiam na autoridade da sua empresa. E por fim, transformá-as em clientes.

Outro equívoco é achar que pra fazer marketing de conteúdo, basta criar um blog. É claro que blog é um canal fundamental para sua empresa, mas o marketing de conteúdo vai para muito além de ter um blog. Também é possível criar conteúdos para outras mídias como redes sociais, e-mail marketing, vídeos, podcasts, dentre outras.

Confundir Marketing de Conteúdo com Inbound Marketing é outro engano bastante comum. Apesar de serem metodologias complementares, não significa que sejam sinônimos. Conteúdo é parte do conceito de Inbound Marketing, que se utiliza do Marketing de Conteúdo para atrair, nutrir e agregar valor para persona delineada para o seu negócio.

2. Mitos sobre Mídias Sociais

Muitas empresas acreditam que quanto mais seguidores tiverem nas redes sociais, mais sucesso sua empresa terá. Porém, neste caso quantidade não significa necessariamente qualidade. Ter milhares de fãs ou seguidores não é nem de longe a métrica mais importante para o seu negócio digital.

Ter seguidores pode até transparecer uma certa popularidade, mas estes seguidores realmente são potenciais consumidores? São potenciais influenciadores da sua marca? Eles geram negócios efetivos para a sua empresa? Se você não têm estas respostas, está na hora de reavaliar sua presença nas redes sociais. Para garantir sucesso com o seu público nas redes sociais, defina sua persona, descubra o que ela gosta de consumir nas redes sociais e ofereça conteúdo personalizado, para que suas publicações cheguem até estas pessoas.

Outro engano comum é achar que estar em todas as redes sociais existentes é a melhor estratégia. É importante ter em mente que, as mídias sociais possuem objetivos diferentes e os usuários se comportam de maneira diferente em cada uma delas. Um tipo de conteúdo que funciona bem em uma, pode não ser tão bem aceito em outra.

Por este motivo, postar a mesma coisa em todas as redes sociais, também não é uma estratégia muito recomendada. É preciso adaptar seu conteúdo de acordo com o comportamento da sua persona em cada uma das mídias, e isso exige tempo e criatividade. se você não tem uma equipe que possa fazer todo esse trabalho, é melhor dedicar seu esforço apenas nas mídias que você tem certeza que seu público está.

Baixar E-book: Mitos do Marketing Digital

Porque eles não devem ser tratados como boas práticas ou guias para a sua empresa

Ebook: Mitos do Marketing Digital

3. Mitos sobre Links Patrocinados e Mídia Paga

Você já deve ter ouvido alguém dizer que não vale a pena investir em links patrocinados, ou que alguém já investiu e não teve resultados. Sempre que ouço alguma coisa do tipo eu me pergunto: mas o que será que essa pessoa fez de errado para não ter conseguido resultados?

Compra de mídia é uma das poucas estratégias de marketing digital que traz resultados muito expressivos a curto prazo. O processo é muito simples, definir a oferta, criar a campanha (dentro das políticas de publicidade da mídia), efetuar o pagamento, pronto! Sua campanha será vista por milhares de pessoas.

Quando você deixa de investir em links patrocinados ou social ads, você deixa de atingir uma grande parte do público que não irá te encontrar organicamente, nem no Google nem em redes sociais. Sim, também é possível anunciar em redes sociais como o Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter dentre outras mídias.

O que nos leva a outro mito, o de que anunciar apenas em um tipo de mídia é o suficiente. Lembre-se que sua persona navega por milhares de canais como buscadores, redes sociais, aplicativos, portais e mais uma infinidade de opções que só a internet possibilita. Portanto, quando você exclui alguma dessas mídias você está abrindo mão de atingir potenciais clientes, em diferentes pontos da jornada de compra.

4. Mitos sobre Otimização de Conversão (CRO)

Antes de mais nada, é importante ressaltar que CRO não é uma lista de boas práticas, que basta seguir para ter sucesso. Não existe uma fórmula mágica que seja capaz de otimizar todo e qualquer tipo de estratégia. Para otimizar é preciso estudar, experimentar e testar diversos fatores que possam influenciar na conversão do seu usuário.

Aí você me pergunta: Ah! Então é só começar a fazer testes todos os dias que eu vou otimizar as minhas campanhas? Bom, não é bem assim que as coisas funcionam. É sim importante testar estratégias, mas é preciso planejar os experimentos e saber exatamente quais pontos serão analisados para então aplicar efetivamente as otimizações.

Outro mito relacionado a otimização de conversão, é achar que não é preciso fazer pesquisas para conhecer melhor o seu cliente. Você nunca conhecerá o seu cliente 100%. Quando nos dispomos a fazer entrevistas e estudos com os clientes, podemos descobrir coisas que nem passavam pela nossa cabeça, informações simples mas que podem mudar sua visão sobre eles. É muito importante conhecer o seu cliente se você quiser ter muitos outros como ele.

Uma outra questão muito debatida sobre otimização de conversão, é que é preciso escolher entre usabilidade ou estética. Muito pelo contrário, essas duas funcionalidades podem e devem ser trabalhadas em conjunto. O que acontece é que, por vezes, alguns profissionais de design não são muito experientes em UX, e vice e versa. O ideal é que você tenha parceiros que consigam aliar as duas coisas e oferecer um trabalho mais completo.

5. Mitos do Email Marketing

Quantas vezes você já não ouviu “o email marketing morreu” ou “ninguém mais lê email”. Mas pense comigo, todo mundo tem e-mail. Quando não é pessoal, é profissional. É preciso ter um email para fazer compras online, para se cadastrar e receber ebooks e até pra criar uma conta no Facebook as pessoas precisam de um e-mail. Então porque acreditar que as pessoas não usam mais emails?

Também é equivocado pensar que email marketing só serve para vender. É claro que o email marketing é sim um poderoso canal de vendas, e é comum apresentar um ROI superior até mesmo aos investimentos em mídia paga. Mas para empresas que possuem vendas mais complexas, o email é uma ferramenta poderosa de relacionamento e nutrição de leads. Utilizando email markerketing com conteúdo de qualidade, é possível planejar estratégias que possibilitam que o lead avance na jornada de compras, e assim se torne efetivamente em cliente.

6. Mitos sobre automação de marketing

Automação de marketing ainda vai substituir o papel de vendedores. Já ouviu essa? Mas não, a automação de marketing não substitui o vendedor. Em muitos casos, o cliente até pode ser auto-suficiente nas suas compras online, isso quando falamos de varejo. Mas para negócios B2B as coisas são um pouco diferentes.

A jornada de compras de clientes B2B são mais longas e dificilmente por impulso. Nestes casos, o Inbound faz o papel de atrair e oferecer o produto e a automação faz o papel de nutrir e se relacionar com potenciais clientes. E por fim, quando o lead está nutrido e pronto para ser abordado o papel do vendedor é fundamental. É o vendedor que vai compreender a real necessidade do lead e direcionar a opção que melhor se adapta ao que ele precisa.

Outro mito é acreditar que a automação serve apenas para enviar emails. Uma das funcionalidades é sim disparar e-mails de forma inteligente para sua base, mas automação de marketing vai muito além disso! Além da função de relacionamento, a automação ajuda o profissional de marketing a aumentar sua produtividade, automatizando funções simples, mas que tomam tempo. Com as ferramentas corretas de automação, é possível automatizar tarefas como qualificação de leads, programação de post em redes sociais, seguir um lead no Twitter, dentre outras.

Também se engana quem pensa que custa caro investir em automação de marketing. É compreensível que, empresas que estão começando um negócio possam ter dificuldades para fazer os investimentos iniciais. Mas muitas ferramentas oferecem planos de acordo com as demandas dos clientes. Começando com planos mais básicos, podendo ser ampliado a qualquer momento conforme a necessidade do negócio.

Concluindo

Estes são apenas alguns dos mitos do marketing digital que frequentemente circundam pela internet. E muitos outros surgirão, portanto, é importante se manter informado. Existem fontes muito boas de empresas e profissionais da área, como Resultados Digitais, Rock Content, Viver de Blog e Fabio Ricotta, que estão sempre dando ótimas dicas.

E por aqui, nós também vamos te mantendo informado das últimas tendências em Marketing Digital, SEO, Inbound Marketing, Marketing de Conteúdo e muito mais!
Acompanhe o blog assinando nossa newsletter ou habilitando as notificações push =)


Você também pode gostar de ler:

vídeo marketing

Vídeo marketing: Conquiste sua audiência com o poder dos vídeos

Landing Page

Por que você precisa de uma Landing Page de sucesso e como criar uma

Email Marketing Design

Como criar um email marketing de alta qualidade?