11 métricas do Marketing Digital para conhecer e aplicar


métricas do marketing digital

Estratégias de marketing digital de sucesso são desenvolvidas com base em métricas

Como construir uma estratégia de Marketing Digital de sucesso? Se fosse para definir em poucas palavras, eu diria que é aquela desenvolvida com base nas métricas do Marketing Digital. Mas mais do que isso, ela deve ser acompanhada e reavaliada quando necessário.

Definindo suas métricas do Marketing Digital

Para definir as métricas que você vai utilizar na sua estratégia, você deve entender o negócio e verificar seu histórico com Marketing Digital. Ou seja, você deve fazer um diagnóstico de Marketing Digital.

Para realizar esse diagnóstico, primeiro entenda seu mercado: seus clientes, seus concorrentes, o cenário econômico, tendências de consumo, etc.

Em seguida, você deve avaliar o estágio do seu negócio. Você está começando? Já possui um bom número de clientes? Precisa alavancar vendas? Atrair mais leads (clientes em potencial)?

Por último, verifique as estratégias realizadas anteriormente. Veja o que te trouxe resultados e o que deu errado, e procure compreender o porquê.

Com todas essas informações em mãos, fica mais fácil traçar um ou mais objetivos com o Marketing Digital.

Veremos agora 11 das principais métricas do Marketing Digital e por que cada uma delas é importante para o seu negócio.

  1. Taxa de Conversão

    A taxa de conversão trata-se da porcentagem de pessoas que realizaram uma determinada ação, com relação ao número de pessoas atraídas à essa ação. Você pode medir, por exemplo, o número de pessoas que realizaram a compra de um produto, com relação ao número daquelas que visitaram o link de um anúncio do mesmo.

    Caso sua taxa de conversão esteja muito baixa, isso pode significar que você está atraindo o público ”errado”. Assim, você pode realizar ajustes no seu anúncio ou site para obter o público que realmente se interessa em realizar a ação desejada.

  2. Visitantes (usuários)

    O número de visitantes é a quantidade de pessoas que acessaram uma página do seu site. Você pode verificar esse dado em uma conta do Google Analytics. É possível ver os dados do último mês, da última semana ou de qualquer intervalo de tempo que você queira.

    Como esse número, é possível ter insights ao comparar os acessos de um determinado período com outro ou de uma determinada página com outra. No entanto, é importante lembrar que esses dados devem levar em conta outros dados para que os insights sejam mais precisos.

  3. CAC (custo por aquisição de cliente)

    O CAC é o custo por aquisição de cliente. Ou seja, quanto de investimento é necessário para que um cliente seja adquirido. É importante acompanhar essa métrica em cada canal e estratégia específica para melhor compreensão dela.

  4. CPL (custo por lead)

    O CPL (custo por lead) é o valor investido a cada lead conquistado. Ou seja, ele representa quanto é preciso investir para que se obtenha cada cliente em potencial, individualmente.

    Deve ser medido junto do CAC (custo por aquisição de cliente) para que os investimentos e seus resultados sejam melhor controlados.

  5. ROI (retorno sobre o investimento)

    O retorno sobre o investimento realizado. Para calculá-lo, é utilizada a seguinte fórmula: ROI = (lucro – investimento) / investimento.

    Ao fazer uso desse cálculo para cada estratégia específica, é possível verificar o que está trazendo melhor retorno e o que está sendo “desperdiçado.” Assim, você pode sempre rever seus investimentos para obter um melhor retorno.

  6. Taxa de abertura

    A porcentagem de emails marketing abertos pelos usuários, em relação ao número de emails marketing enviados.

    É importante avaliar a taxa de abertura para verificar o que está ou não dando certo. Assim, você pode testar novas estratégias e continuar com aquelas que resultam em maior taxa de abertura.

  7. Taxa de rejeição

    A porcentagem de pessoas que acessaram uma página sem realizar nenhuma ação.

    Quando se tem uma taxa de rejeição alta, por exemplo, isso pode significar que você está atraindo um público diferente daquele que poderia ser seu cliente de fato. Além disso, uma alta taxa de rejeição também pode representar que há elementos (conteúdo, organização de informações, design, etc) do seu site que precisam ser melhorados.

  8. CTR (taxa de cliques)

    Porcentagem de cliques em uma determinada página ou anúncio. Essa métrica é comumente utilizada em anúncios de Google Ads, Facebook Ads e Instagram Ads.

    Para realizar o cálculo do CTR, deve-se dividir o número de cliques pelo número de impressões. O resultado, então, deve estar em porcentagem.

  9. CPC (custo por clique)

    Valor monetário investido para que um usuário clique em um link de uma página.

    Quando o custo por clique está alto demais, isso pode significar que a ação não está sendo muito lucrativa. Do contrário, se o custo por clique estiver baixo, é porque a ação deve estar trazendo bom retorno.

  10. Engajamento

    Número de pessoas que engajaram com um determinado anúncio. Mais utilizada nas redes sociais, pode representar cliques, curtidas e reações.

    Essa métrica está diretamente associada à relacionamento. Portanto, ela serve para analisar os sentimentos da sua audiência com relação à sua marca.

  11. LTV (Lifetime Value)

    Quanto um determinado cliente gasta em todo o seu relacionamento com a empresa. Ou seja, quanto ele vale para ela.

    O Lifetime Value (LTV) é importante para que se criem estratégias de Marketing Digital específicas para os clientes de acordo com quanto eles gastam, separadamente.

Como ter insights com suas métricas do Marketing Digital

Durante toda a sua estratégia, é importante não apenas acompanhar suas métricas, mas também realizar insights sobre elas. Esses insights devem ser feitos avaliando outras métricas e o contexto como um todo. Ou seja, as métricas não podem ser avaliadas de forma isolada.

Tendo os insights em mãos, você deve então traçar um novo planejamento de Marketing Digital, com ações que tenham eles como base.

 

#Métricas


Você também pode gostar de ler:

Funil de Vendas

Funil de Vendas: o que é e quais são suas etapas

webwriting

Webwriting: Como escrever textos irresistíveis para converter

A relação entre ROI e Marketing Digital: Uma Introdução