O Que Você Precisa Saber Sobre Infoprodutos


Infoprodutos

Confira como esse tipo de conteúdo digital pode ajudar o seu negócio a faturar mais na internet

Você certamente já acessou algum site para pesquisar sobre determinado assunto e se deparou com e-books disponíveis para download, bem como links direcionados a podcasts ou videoaulas. Todos esses produtos, criados em formato digital, possuem um objetivo em comum: facilitar a vida daqueles que os consomem. Por isso, são capazes de fornecer informações sobre os mais variados temas, caracterizando-se como infoprodutos.

Muito utilizados por empresas na divulgação de serviços e propagação de conhecimento ao público (de forma intuitiva e dinâmica), eles podem ser distribuídos gratuitamente ou vendidos através da internet. E acredite: muita gente vive em busca de conteúdos como esse. Se você possui dúvidas quanto a isso, basta olhar ao redor e observar o crescimento do mercado EAD (Ensino à Distância) ou das plataformas de cursos online.

Sendo assim, nada melhor que aproveitar esse tipo de material a favor do seu negócio, não é mesmo? Afinal, se feito da maneira correta, com o planejamento adequado, pode ser uma ótima oportunidade para aumentar os lucros do seu empreendimento e fazer com que ele se destaque em meio à concorrência. E sejamos sinceros, não custa nada fazer um teste e analisar os resultados dessa experiência, certo?

Inclusive, para te deixar ainda mais tranquilo sobre essa questão, tenha em mente que os riscos desse investimento são consideravelmente baixos em comparação ao potencial lucro que se espera obter. Lembre-se: por se tratar de um produto digital, é possível vendê-lo inúmeras vezes na internet e, se necessário, atualizá-lo de tempos em tempos.

Pensando nisso, te convidamos a embarcar no universo dos infoprodutos e entender como ele pode se tornar um forte aliado do seu negócio. Vamos lá?

Quais São os Principais Formatos de Infoprodutos?

Ebooks

Um dos mais conhecidos e vendidos atualmente. São produtos leves, capazes de se adaptar a diferentes dispositivos (computadores, celulares, tablets, etc) e, muitas vezes, entregues de forma automatizada, ou seja, o próprio cliente realiza o download. Uma vez que é salvo, pode ser acessado a qualquer momento (sem precisar de internet), aspecto que contribui para seu rápido consumo.

Ideais para conteúdos simples e explicativos, seu planejamento requer cuidado. Além de se preocupar com a produção textual, também é necessário a criação de uma apresentação gráfica do material, algo que chame a atenção e desperte o interesse do público.

Screencasts

Conteúdo voltado para vídeo, mas, nesse caso, referente às filmagens feitas a partir da própria tela do computador. Você já deve ter visto isso em tutorias de sites, softwares ou até mesmo de videogames, por exemplo. Para produzi-lo, é extremamente importante o uso de um microfone de qualidade para a captura do áudio explicativo. No momento da edição, recursos sonoros costumam ser inseridos a fim de deixá-lo mais dinâmico.

Revistas Eletrônicas

Assim como as revistas impressas, que possuem uma periodicidade definida (semanal, mensal ou quinzenal, por exemplo), esse tipo de infoproduto também pode seguir esse critério. Sendo assim, basta que você pense em planos de assinatura para disponibilizar ao público-alvo do seu negócio, enviando os novos conteúdos no prazo estabelecido.

Audiobooks

A cada dia que passa eles vêm ganhando mais espaço e conquistando muitas pessoas pela praticidade que proporcionam. Como se trata de um livro narrado, é possível acompanhar seu conteúdo e fazer outras coisas ao mesmo tempo. Para quem vive na correria do dia a dia, acaba se tornando o recurso ideal de aprendizado. Mas atenção: o roteiro precisa ser interessante e agradável ao ouvinte, ok?

Podcasts

Você se lembra dos programas de rádio? Os podcasts se assemelham muito a eles e, por esse motivo, acabam chamando a atenção do público. Sabe aquela pessoa que quer se atualizar sobre tudo, mas não tem muita paciência (ou tempo) para se dedicar a leitura? Certamente esse formato irá conquistá-la em instantes. E tem mais: ele pode ser usado para diferentes focos, como narração de histórias, debates e entrevistas.

Webinars

Palestras, workshops, seminários… todos esses eventos podem ser realizados de forma online e, a partir do momento que acontecem nesse formato, são chamados de webinars. Esse tipo de infoproduto vem sendo muito utilizado nos últimos anos. Com a pandemia, ganhou ainda mais espaço, já que muitas empresas precisaram se adaptar a esse momento. Dessa forma, por que não aderir a esse recurso? Pode apostar que é uma ótima maneira de otimizar a relação com o seu público.

Conteúdo Exclusivo para Membros

Sabia que é possível disponibilizar uma área exclusiva dentro do seu próprio site apenas para membros autorizados? É isso mesmo que você acabou de ler! Ao oferecer um plano de assinatura (semelhante aos das revistas eletrônicas, por exemplo), diversos tipos de conteúdo podem ser inseridos nesse canal. Lembre-se que é essencial manter a frequência nas publicações para que os membros se envolvam. Fazendo isso, você garante um lucro contínuo para a sua empresa.

Cursos Online

Esses são os queridinhos de muita gente e, ao fornecer esse tipo de infoproduto, as opções são muitas. Mesmo que as aulas sejam disponibilizadas em vídeo, você pode muito bem explorar diferentes tipos de materiais e disponibilizar um conteúdo diversificado aos alunos. Tudo que foi mencionado nesse artigo pode servir como ferramentas agregadoras no planejamento desses cursos.

Dicas para Criar seu Próprio Infoproduto

  1. Escolha um assunto que você tenha conhecimento para falar;
  2. Analise o perfil do seu consumidor e defina o infoproduto adequado;
  3. Faça uma pesquisa aprofundada e capriche na produção/edição do conteúdo;
  4. Aposte em uma apresentação atraente;
  5. Defina um preço justo;
  6. Hospede o infoproduto em uma plataforma eficiente (site ou landing page, por exemplo).

 

Planeje a divulgação do conteúdo!

Não adianta nada investir tempo e dinheiro em um conteúdo específico se ele não for divulgado da forma correta. Por isso, ao finalizar o seu infoproduto, utilize todos os canais disponíveis para alcançar o maior número de pessoas.

Faça postagens nas redes sociais, site e blog do seu negócio e claro, invista em anúncios patrocinados. Além disso, não se esqueça de fazer um bom trabalho com o envio de e-mail marketing, ele ajudará a estabelecer o relacionamento da empresa com os potenciais clientes.

Que tal começar a planejar o seu infoproduto e vender muito na internet? Conte conosco para te auxiliar nesse processo. Entre em contato e conheça as nossas soluções.


Você também pode gostar de ler:

investir em marketing digital

Como saber o quanto devo investir em Marketing Digital?

Séries de TV

4 Séries de TV para profissionais de Marketing assistirem nas horas vagas

O que é Call to Action

O que é call to action: A frase que convida à ação do usuário