10 tendências de SEO que influenciam no Marketing Digital


Tendências de SEO

Profissionais da Forbes elencaram as tendências que, em suas opiniões, irão afetar diretamente o trabalho de SEO em 2018

Todo ano os profissionais de Marketing Digital buscam analisar as tendências de SEO que acreditam ser mais relevantes para o ano vigente. Como SEO é um tema que está sempre em constante evolução, é fundamental se manter atualizado para se manter à frente da concorrência.

Pensando nisso, a Forbes publicou uma matéria reunindo diversas opiniões dos membros de sua agência interna, que apontaram quais seriam as principais tendências de SEO que poderão afetar diretamente o trabalho dos profissionais dessa área. Confira abaixo a tradução livre que fizemos.

10 tendências de SEO para 2018

Com o atual crescimento do Marketing Digital e de sua importância para as empresas, surge a necessidade de otimizações desse canal para os mecanismos de busca na internet. O SEO tem funções muito importantes para atrair pessoas para seu site. Postagens de Blog, artigos e outros recursos relacionados ao conteúdo são alguns deles. E se sua marca não respeitar as regras adotadas pelos mecanismos de busca, o tráfego do seu site pode despencar.

Os profissionais do Marketing Digital que desejam ter sucesso nessas otimizações estão constantemente acompanhando as últimas alterações de algoritmos e melhores práticas para garantir que os conteúdos de suas marcas apareçam nas pesquisas. Abaixo seguem as tendências que 10 membros do Conselho das Agências Forbes acreditam que afetarão o trabalho de SEO em 2018.

1. Pesquisa por voz

Os serviços de pesquisa por voz, como os assistentes virtuais Siri, Alexa e o Assistente do Google, trazem suas recomendações de links com base nos resultados das buscas orgânicas tradicionais. Otimizar as palavras-chave trará sucesso em resultados de cauda longa. A primeira posição se torna a recomendação – e chegar lá é mais fácil se você acertar exatamente a forma como a frase é pronunciada. – Tom Kuhr, MomentFeed

2. Engajamento por Vídeo

O consumo de vídeos vem crescendo rapidamente e a tendência é que o engajamento dos usuários que consomem esse tipo de conteúdo cresça no mesmo ritmo. A internet cada vez mais rápida, as mídias sociais e a popularidade dos smartphones estão colaborando muito para esse crescimento do consumo de vídeos online. Os mecanismos de busca reconhecerão essa tendência no consumo de conteúdos por seus usuários e darão preferência para as empresas que atendam a essa demanda. Eu prevejo que veremos grandes melhorias no reconhecimento de vídeos e imagens pelos mecanismos de pesquisa. – Ahmad Kareh, Twistlab Marketing

3. Filtrar conteúdos sem credibilidade

Com as atuais investidas da crítica contra as mídias na internet, muitas empresas têm sido atacadas por permitirem a divulgação de notícias falsas. Conteúdos em massa e golpistas brincam com o sistema e se camuflam como pessoas com credibilidade. Gigantes das buscas online analisarão mais detalhadamente as informações que esses conteúdos trazem no intuito de evitar erros futuros. Disponibilizar um conteúdo de qualidade não será mais suficiente. As informações deverão ter base em fontes que possuam credibilidade. – Ricardo Casas, Marketing Fahrenheit

4. Maior foco nos snippets estruturados

O Google costumava dar prioridade à entrega de informações rápidas aos usuários de seu mecanismo de busca através da classificação dos links. Agora, o Google fornece uma grande quantidade de informações diretamente nas SERP’s, com widgets personalizados e snippets estruturados. Se seu site está no topo dos resultados para termos com grande volume de buscas, você pode entregar as informações para o usuário sem que ele sequer entre em seu site – Todd Saunders, AdHawk

5. Algoritmo “Mobile-First” do Google

Os profissionais de SEO estão finalmente se ajustando à realidade do algoritmo “Mobile-First” do Google. Antes dessa atualização acontecer, é essencial uma revisão dos fatores de ranqueamento mobile e priorizar os ajustes necessários. A velocidade de carregamento da página, por exemplo, foi definida como fator de ranqueamento para dispositivos móveis, o que redefiniu a maneira como os profissionais de SEO priorizam as adequações no site e a inserção dos conteúdos. – Nina Hale, Nina Hale / Performance Digital

6. Pesquisas nas Mídias Sociais

Os usuários de mídias sociais utilizam cada vez mais essas plataformas para pesquisa, e mesmo que os mecanismos de pesquisa ainda tenham sua importância, a transição para plataformas secundárias vem crescendo. Conforme essa tendência aumenta, a otimização dos conteúdos inseridos nessas plataformas deve ser realizada, conforme requisitos dos mecanismos de busca, com a vantagem de utilizar as segmentações orgânica e paga. – Stefan Pollack , o Pollack PR Marketing Group

7. Marketing de Influencia e Link Building

O marketing de influência está em ascensão, e para alguns setores, tem extrema eficácia. Além de gerar conversões diretas, o marketing de influência pode trazer diversos links de qualidade e rapidez, além de auxiliar sites parceiros em uma melhor classificação para seus produtos e serviços. Torna-se uma nova maneira dos profissionais do marketing produzirem links e melhorarem a autoridade dos sites que gerenciam. – Sean Smith , SimpleTiger LLC

8. Campanhas de conscientização

Campanhas publicitárias veiculadas em impressos e televisão já não têm o mesmo alcance. Na contramão, campanhas veiculadas em blogs, vlogs e nas mídias sociais estão em alta. Seus potenciais clientes vão associar sua marca, produtos e serviços à mensagem de conscientização transmitida por esses meios. Pode ser uma tarefa difícil, mas também pode ser muito efetivo. – Jason Hall, FiveChannels Marketing

9. Qualidade em vez de quantidade

Os profissionais de SEO sempre pregaram que a produção de conteúdo deveria ser constante para atingir um bom posicionamento no Google. Existem motivos para isso (como construir autoridade para a marca), mas se sua intenção é uma melhor posição nos mecanismos de busca para palavras-chave altamente competitivas, conteúdos curtos e de baixa qualidade não vão ajudar. Em 2018, deve-se focar em conteúdos de qualidade e com bom volume, juntamente com uma boa estratégia de promoção do mesmo.- Chris Dreyer, Rankings.io

10. Conteúdo “Rich Media”

Vá direto ao ponto. A premissa das 600 palavras não é mais válida. Procure acrescentar conteúdos ricos como vídeos ou gráficos que tenham relação com o conteúdo, não se preocupe com a quantidade de texto. O correto é manter a atenção dos visitantes, é isso que te trará resultados a longo prazo. – Tom La Vecchia, MBA , X Factor Media

Esta é uma tradução livre, de interpretação pessoal da autora deste post. Para ler o texto original, acesse: 10 SEO Trends That Will Influence Digital Marketing


Você também pode gostar de ler:

Séries de TV

4 Séries de TV para profissionais de Marketing assistirem nas horas vagas

Como um atendimento personalizado contribui para melhores estratégias e resultados de Marketing Digital

gerar negócios

Como saber se o site da empresa está preparado para gerar negócios?