Newsletter

Cadastre-se para receber dicas de Marketing Digital

5 razões para todo profissional de marketing começar a utilizar o Google Tag Manager


Google Tag Manager

Você gostaria de ter liberdade de instalar códigos de monitoramento sem precisar de um programador? Conheça o GTM!

Se você é um profissional de marketing, provavelmente está obcecado por seus clientes e tentando coletar dados durante toda sua jornada de compras. Dessa forma, você gostaria de saber mais do que apenas a origem do tráfego, referências e conversões do seu site: com que frequência as pessoas visitam suas páginas da web? Quanto tempo eles ficam? Quando eles vão embora? Qual conteúdo está recebendo mais conversões?

Sem esses dados, profissionais de marketing não conseguem ver o que estão fazendo certo e, mais importante, o que estão fazendo de errado.

Muitos profissionais continuam utilizando apenas Google Analytics para o monitoramento de acessos nos sites, mesmo que o Google Tag Manager tenha sido lançado em 2012, para melhorar seus recursos de rastreamento.

Se você é um profissional de marketing digital e ainda não usa o Google Tag Manager, é hora de acelerar.

O que é o Google Tag Manager?

O Google Tag Manager ou Gerenciador de Tags do Google (GTM), é um “contêiner” no qual diversas tags podem ser gerenciadas, incluindo o Google Analytics e outras integrações de terceiros.

Aqui na WeBrain, somos grandes fãs do GTM e nenhum projeto vai pro ar sem ter essa ferramenta instalada. Nós o usamos para implementar a maioria de nossos códigos de monitoramento, como o Google Analytics e Redes Sociais.

Ainda precisa de mais alguns motivos? Aqui estão cinco razões pelas quais os profissionais de marketing digital devem incluir o Google Tag Manager como parte das suas ferramentas de análise.

Baixar E-book: Análise de Dados com o Google Analytics

Aprenda a mensurar e enxergar oportunidades com o Marketing Digital!

E-book: Análise de Dados com o Google Analytics

1. Os profissionais de marketing podem usá-lo

Se você está acostumado a fazer análise de dados, conhece a frustração de querer rastrear algo novo, mas precisa esperar uma semana até que um programador entre no back-end de cada página que você deseja alterar e atualizar um código; ou, pior, você já tentou codificar uma alteração e isso resultou em algumas conseqüências bastante sérias (não se preocupe, todos nós, algum dia, já desconfiguramos um site ou dois sem querer).

Felizmente, para os profissionais de marketing, o Google Tag Manager não exige codificação, basta instalar o código da ferramenta em todas as páginas site. Com isso, ele permite que os profissionais de marketing adicionem, removam e editem facilmente tags em um espaço de trabalho fácil de usar – tudo sem nenhuma assistência da TI.

A instalação é bastante simples e, provavelmente, será o único momento em que você precisará do auxílio de um programador para implementar no site. Mas, para quem utiliza o WordPress, é ainda mais simples pois existem plugins que podem agilizar muito esse processo, dispensando assim, a necessidade de um programador.

2. As alterações no site são feitas muito mais rapidamente

Ao contrário do Universal Analytics, que por vezes exige que você adicione um código em cada página deixando brechas para erros, o GTM permite implantar facilmente tipos de acionadores – como visualizações de página, cliques de botão, envios de formulários, rolagem de página e outros eventos personalizados que você define – em todo o site.

Além disso, o GTM minimiza o tempo entre o planejamento e a implementação de idéias. Os profissionais de marketing têm o poder de fazer ajustes e modificações rápidas nas tags enquanto observam o comportamento de seu público. Se você fizer uma alteração que não gosta, a funcionalidade de versões do GTM permite restaurar uma versão anterior de tags e acionadores publicados.

3. Todos os dados das ferramentas de análise podem ser encontrados em um só lugar

O Google Tag Manager se integra a várias plataformas de terceiros, permitindo que os profissionais de marketing adicionem tags de outros sites com o clique de um botão. Por exemplo, você pode implantar rapidamente a tag LinkedIn Insight pelo GTM para rastrear conversões de anúncios do LinkedIn. Também entregar automaticamente anúncios de remarketing direcionados aos visitantes do LinkedIn e obter informações adicionais sobre seus visitantes.

4. Os profissionais de marketing sabem exatamente de onde vêm seus dados

Por padrão, o Universal Analytics oferece apenas dados mais amplos, como visualizações de página; o rastreamento de eventos mais detalhados, como downloads, requer código JavaScript personalizado. O GTM coloca o poder dessa implementação nas mãos dos profissionais de marketing.

Agora, você pode definir as regras de quando as tags serão disparadas. Por exemplo, você pode acionar um gatilho quando alguém clicar em “reproduzir” em um vídeo incorporado no seu site. Em seguida, você pode obter dados mais detalhados sobre quantas pessoas viram um link para o vídeo, mas optaram por não assisti-lo: basta adicionar um gatilho que dispara no momento em que o vídeo fica visível para o usuário, rolando, navegando para uma página ou executando outra ação. Você pode até definir uma regra para qual porcentagem do elemento deve estar visível para que a tag seja acionada.

5. Chega de adivinhar os números

Acionadores específicos baseados em eventos (como os visitantes enviando um formulário ou clicando nos botões “baixar”) são mais perspicazes e precisos do que visualizações de página genéricas e durações de sessão. O rastreamento de conversões com base em visualizações de página pode ser complicado. Por exemplo, se uma pessoa que chega em uma página de agradecimento, isso deve acionar uma conversão, contudo, essa pessoa poderá atualizar a página várias vezes e assim comprometer seus dados.

A hora é agora

Considerando as maneiras quase infinitas em que você pode personalizar as tags com o GTM para rastrear dados, não há motivos para adiar a migração da análise. Desde pequenas startups a grandes empresas, o GTM é uma ótima alternativa – para não mencionar, gratuita – a outros sistemas de gerenciamento de tags que existem no mercado.

A mudança para um novo sistema pode ser um processo desafiador, mas existem muitos recursos online para garantir que você faça isso corretamente. Inclusive vários tutoriais no YouTube ensinam como fazer a instalação correta do GTM.

Mas não se preocupe, seu método de rastreamento atual pode conviver com o GTM até que você esteja pronto para mudar completamente. E pode ter certeza, essa mudança trará diversos benefícios para seu trabalho de análise.


Você também pode gostar de ler:

Presença nas Redes Sociais

17 dicas atemporais para aumentar sua presença nas redes sociais

Marketing Digital para Turismo

Marketing Digital para Turismo: Voe alto com resultados em sua agência de viagens

Ações de Marketing Digital

3 ações de marketing digital para apostar agora!