Como usar a análise de dados para ajudar seu negócio online crescer


análise de dados

Se você ainda não usa os dados do site da sua empresa para impulsionar o crescimento do seu negócio, está na hora de começar!

Para que um negócio alcance o sucesso, é preciso uma boa gestão e o acompanhamento constante dos números. Independentemente se o negócio é online ou não, se a empresa não tem os números na ponta do lápis, certamente terá dificuldades para crescer.

Para que decisões inteligentes e assertivas possam ser tomadas, é preciso contar com uma boa análise de dados. Estas análises podem auxiliar empresas a melhorarem seus processos empresariais, aumentando produtividade, elevando rentabilidade, dentre diversos outros benefícios.

Existem diversas métricas que podem ser analisadas, principalmente quando se trata de marketing digital. Por esse motivo, é fundamental definir quais são as KPIs impactam diretamente no sucesso da empresa. Uma vez definidas, é possível gerar relatórios eficientes, que devem ser monitorados a fim de acompanhar os números, e auxiliar nas otimizações das estratégias.

Mas afinal, o que é análise de dados?

A análise de dados é, basicamente, transformar um conjunto de dados em informações relevantes para a tomada de decisão. Através da análise de dados, é possível identificar padrões, tendências, comportamentos, dentre outras informações que podem ser muito úteis, tanto para otimização de estratégias quanto para melhoria de processos das empresas.

Para quem está começando a ter contato com dados, pode parecer complicado. Mas existem metodologias que podem auxiliar nesse processo. Podemos quebrar essa metodologia em algumas partes.

Como fazer análise de dados?

Para introduzir uma estratégia de análise na sua empresa, é recomendado se basear em uma metodologia de análise de dados. Dessa forma, é possível ter uma visão mais ampla sobre os objetivos da sua empresa e onde ela pretende chegar.

1ª Passo: Coletar os dados

Obviamente, para ter acesso aos dados, é preciso de uma ferramenta que seja capaz de coletá-los. Essas ferramentas em questão são conhecidas como Web Analytics e existem diversas empresas que as oferecem no mercado.

Uma boa opção para quem está iniciando com a mineração de dados, é o Google Analytics. Trata-se de ferramenta gratuita e com uma interface muito simples e fácil de usar. Com ele, é possível monitorar todos os dados que envolvem o site da empresa, e ter acesso a relatórios de muita qualidade.

2ª Passo: Definição das perguntas

O próximo passo é identificar quais as perguntas a empresa pretende responder com a análise de dados. Estas perguntas precisam ser claras e mensuráveis, para que seja possível definir quais dados deverão ser coletados e analisados para responder a estas questões.

Estas perguntas devem estar diretamente relacionadas aos objetivos da empresa, por exemplo:

  • Do total de acessos mensais no site, qual porcentagem se converte em leads?
  • Quais estratégias de marketing digital geram mais conversões?
  • Quantos desses leads gerados se converteram em vendas efetivas?

3º Passo: O que medir

Uma vez que as perguntas iniciais são definidas, é possível determinar quais os tipos de dados deverão ser coletados e analisados. Este passo é fundamental, pois, no universo do marketing digital, existem milhares de métricas disponíveis para análise.

Portanto, é preciso ser objetivo na escolha das KPIs que realmente sejam relevantes para o negócio. Essas chaves indicadoras serão as responsáveis por revelar se as estratégias estarão ou não sendo eficientes.

Seguindo o exemplo acima, podemos definir os seguintes dados para serem acompanhados:

  • Acessos ao site
  • Taxa de conversão
  • Fontes de tráfego

Através do Google Analytics, você terá acesso a diversas métricas muito interessantes para serem analisadas. Alguns exemplos são os acessos ao site, páginas mais acessadas, taxa de rejeição, fontes de aquisição, dispositivos e muito mais.

Mas uma coisa fundamental é configurar as Metas de forma correta no Analytics da sua empresa. Metas são os objetivos que os usuários devem fazer dentro do site. Ou seja, ações que você considera importantes que as pessoas façam ao procurar e acessar o site da sua empresa.

Alguns exemplos de ações são: preenchimento de formulários de contato, assinatura de newsletter, cliques para falar pelo WhatsApp, download de um ebook, etc. Cada uma dessas metas, quando concluídas com sucesso, serão contabilizadas como Conversões no Analytics.

É fundamental que essas conversões sejam configuradas, para que seja possível fazer uma análise eficiente da efetividade das ações de marketing digital. É através das conversões que iremos identificar os leads e oportunidades de vendas para o seu negócio.

4º Passo: Analisar os dados

Agora sim chegamos ao ponto crucial para mensurar o crescimento da empresa. Uma vez que as questões foram levantadas, as KPIs definidas, e o site já está coletando os dados, é hora de analisá-los.

Dados isolados não apresentam informações inteligentes. Portanto, é necessário cruzar os principais dados a serem analisados. É importante também que as pessoas saibam analisar os dados de forma eficiente. Que sejam capazes de identificar padrões e tomar decisões que otimizem os processos, investimentos e  levem a empresa ao sucesso.

Quais as métricas realmente podem ajudar o negócio crescer?

Basicamente, as métricas que realmente são importantes para o negócio, são aquelas que geram resultados reais para a empresa em vendas. E para saber quais são essas ações, precisamos cruzar algumas métricas essenciais, apresentadas no funil de vendas.

funil de vendas inbound

Em um primeiro momento, é preciso analisar os números absolutos de visitantes, leads e oportunidades gerados pelas ações de marketing digital. A diferença básica entre leads e oportunidades é que leads são todas pessoas que interagem de alguma forma com o site da sua empresa, através das conversões. Já as oportunidades, são as pessoas que além de interagirem com o site da sua empresa, realmente apresentaram interesses reais nos serviços/produtos oferecidos.

Logo em seguida, vamos analisar a taxa de conversão de uma etapa para outra. Uma vez que essa porcentagem do funil é identificada, podemos avaliar através dos relatórios se ela esta satisfatória. Se o site está realmente está gerando negócios de forma eficiente para a empresa.

Com estes dados em mãos, é possível identificar possíveis otimizações para aumentar a efetividade do funil e minimizar possíveis problemas durante o processo. Por exemplo, se suas taxas de conversão no funil são satisfatórias, você pode aumentar suas vendas aumentando o tráfego no site. Dessa forma, investir em tráfego pago pode ser uma solução muito eficiente.

Mas, se o tráfego estiver satisfatório, é o caso de analisar como está o comportamento do usuário no site. É possível ele esteja encontrando dificuldades de navegação e por isso não está convertendo. Neste caso, é possível realizar testes A/B para testar alterações no site e verificar quais delas podem ser mais eficientes.
Muitas vezes, pequenas alterações podem trazer grandes resultados.

Conclusão

O primeiro passo para que sua empresa tenha sucesso online é iniciar a análise de dados. Existem milhares de métricas que podem ser analisadas. Mas quando se está iniciando, o ideal é começar pelo básico.
Identificar os objetivos do negócio, delinear as principais KPIs e configurar corretamente a ferramenta de WebAnalytics são os primeiros passos.

Partindo disso, independente do tipo de negócio, é preciso identificar o seu funil de vendas para realizar uma análise de dados eficiente para o seu negócio.

O importante é começar, o quanto antes, a entender se seu site está sendo uma boa fonte de negócios para a empresa. Quanto mais informações você tiver em mãos, melhor será a sua análise para tomadas de decisão importantes.

Caso tenha ficado alguma dúvida, divida conosco nos comentários. Teremos muito prazer em ajudar o seu negócio a decolar.