4 dicas para driblar a crise do Coronavírus


4 dicas para driblar a crise do Coronavírus

Apesar de ser uma situação sem precedentes e ter pego muita gente desprevenida, é sim possível correr atrás do prejuízo

Diante da propagação descontrolada do novo coronavírus, os Governos da maioria dos países de todo o mundo adotaram a política de isolamento social, criando decretos e incentivando as pessoas a ficarem em casa para evitar a possibilidade de transmissão da doença por meio de aglomerações e contatos do dia a dia.

Mas, com praticamente tudo parado, a crise financeira e a falta de dinheiro para empresas e negócios variados acabou se tornando realidade.

Pegas de surpresa pelos altos índices de contaminação do coronavírus e pela mudança repentina de hábitos, a maioria das empresas não teve tempo para se adequar e ajustar as finanças para enfrentar o período de isolamento.

Além disso, ainda é muito difícil estabelecer quando os negócios voltarão ao normal e quanto tempo será necessário para que a economia do Brasil se recupere do baque causado. Por isso, empresários e novos empreendedores procuram maneiras de driblar a crise.

Apesar de ser uma situação sem precedentes e da falta de preparo prévio, será possível sobreviver à crise do novo coronavírus.

Mas, para isso, será necessária uma adaptação nos modelos de negócios e, além disso, é fundamental que todos abaixem as expectativas e aceitem que, em praticamente todos os casos, o faturamento vai, de fato, diminuir consideravelmente.

Planejamento e renegociação

Em um momento de crise, é fundamental que as empresas classifiquem e elenquem seus gastos de acordo com a importância. Essa prática, que é positiva em qualquer momento e não somente durante uma crise, ajuda a controlar o dinheiro gasto e facilita na determinação de quais investimentos são mais importantes.

Assim, cada um define o que é essencial para a sobrevivência do negócio, o que pode ser renegociado e o que deve ser cortado da lista.

A renegociação com os bancos também é muito importante. O adiamento de dívidas pode garantir uma renda extra que antes estaria “presa”.

Além disso a obtenção de linhas de créditos com taxas de juros especiais também pode ser um diferencial na busca pela sobrevivência do negócio.

É fundamental procurar por bancos e instituições financeiras cientes do momento que vive o mercado para, então, conseguir sempre o melhor negócio.

Acordos com funcionários

Também é necessário entrar em consenso com os funcionários que trabalham na empresa. Cortar os salários é uma medida complicada, pois todos precisam sobreviver e enfrentar a crise, mas é possível procurar acordos.

Entre as medidas possíveis estão:

  • Cortes parciais;
  • Antecipação de férias;
  • Uso de férias coletivas;
  • Criação de um banco de horas, no qual funcionários compensem aos poucos o período não trabalhado.

O home office é outra excelente alternativa no momento. Todos devem transferir o máximo de trabalho possível para dentro de casa.

Empresários têm que tomar cuidado com a devida proteção de dados, já que sempre existe o perigo do vazamento de informações sigilosas. Mas também precisam facilitar os acessos remotos. O home office pode ser uma forma importante de prejudicar o mínimo possível no dia a dia da empresa.

Redes sociais e e-commerce

Outro fator importante, principalmente para empresas e negócios relacionados ao varejo, é o uso de redes sociais e de e-commerce. Mesmo que praticamente todo mundo esteja “preso” em casa, todos vão continuar precisando de produtos de varejo, mas sem poder sair, o jeito será comprá-los pela internet.

Os empresários precisam encontrar formas de adaptar seus negócios ao novo cenário para gerar lucro.

Invista tudo o que puder na divulgação de seu site e de seus produtos. Compartilhe informações importantes sobre o negócio nas redes sociais e no WhatsApp e os utilize sempre para se manter em contato com os clientes, deixando sua marca o mais presente possível na rotina de cada um.

Outra dica é fechar acordos com empresas de delivery para poder entregar seus produtos de forma mais segura.

Usar o tempo para capacitação

Por fim, é fundamental que todos usem o tempo livre para procurar cursos e outras formas de capacitação online. Nesse momento, o essencial é que ninguém fique parado e planeje voltar o melhor possível para reerguer o negócio de forma mais veloz.

Esse tipo de estudo pode ainda entrar como parte dos acordos com funcionários, já que as empresas podem encontrar formas de manter a remuneração ligada à participação e ao desempenho em cursos específicos.

É importante lembrar que, mesmo em tempos de dificuldades como este do coronavírus, é sempre possível encontrar oportunidades. Mergulhar em pânico não trará benefícios, por isso, é importante manter a calma e olhar para além do problema, sempre buscando alternativas para superar fases como esta.

Deseja informações sobre estratégias de Marketing e SEO? Então, assine o nossa newsletter. Se ficou com alguma dúvida, deixe um comentário.


Você também pode gostar de ler:

A evolução da tecnologia até a automação do Marketing Digital

A evolução da tecnologia até a automação

Automação de Marketing

Solucionando 5 problemas ao integrar CRM e Automação de Marketing

métricas do marketing digital

11 métricas do Marketing Digital para conhecer e aplicar